Lima & Santana Propaganda
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Anúncios do Google preveem resultados do basquete nos EUA

O que fazer para convencer agências e anunciantes sobre a capacidade do uso de dados na propaganda? O Google resolveu apostar em um caminho inusitado. Com base em dados, a

acao-da-cidadania-relanca-campanha-natal-sem-fome.png

Anúncios do Google preveem resultados do basquete nos EUA

O que fazer para convencer agências e anunciantes sobre a capacidade do uso de dados na propaganda? O Google resolveu apostar em um caminho inusitado. Com base em dados, a gigante da tecnologia promoveu na web anúncios que previam estatísticas das partidas finais de basquete do tradicional campeonato universitário nos Estados Unidos, o Final Four.  

Antes do jogo, a peça digital previa uma chance de 73,2% de existir pelo menos 37 tentativas de arremesso da marca de três pontos nos confrontos entre Loyola-Chicago e Michigan, além de 75,1% de chance de pelo menos 26 assistências na disputa entre Kansas e Villanova. A proximidade de alguns resultados impressiona: oficialmente foram 38 tentativas de três pontos na primeira partida e 28 assistências na segunda.

Em tempo real, a equipe do Google Cloud usou também informações dos jogos e o aprendizado da inteligência artificial para prever o que aconteceria após os intervalos.  

A expectativa do Google é que os anúncios estimulem empresas de todos os tamanhos a buscar o Google Cloud e aproveitar sua enorme quantidade de dados, como, neste caso, as décadas de registros históricos da NCAA e o cruzamento das estatísticas de jogos em tempo real.

Fonte: http://propmark.com.br/digital/anuncios-do-google-preveem-resultados-do-basquete-nos-eua

Compartilhe:

Nenhum Comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>