Lima & Santana Propaganda
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Clubes de futebol precisam evoluir modelo de negócios

No mercado de marketing esportivo, clubes como o Manchester United são benchmark quando o assunto é excelência na gestão do negócio e de sua marca. Com canal próprio de TV

clubes-de-futebol-precisam-evoluir-modelo-de-negocios.jpg

Clubes de futebol precisam evoluir modelo de negócios

Oportunidade em agência de publicidade de Santos - No mercado de marketing esportivo, clubes como o Manchester United são benchmark quando o assunto é excelência na gestão do negócio e de sua marca. Com canal próprio de TV por demanda na internet e fãs que totalizam quase 700 milhões em todo o mundo, o clube inglês é modelo global pela quantidade de parcerias estratégicas, seja com patrocinadores como outras marcas que aprimoram a experiência do torcedor dentro e fora de campo.

Contato - No mesmo hall de clubes bom de marketing figura também o Real Madrid, que nesta terça-feira (3) disputa com o Juventus  a primeira partida das quartas de final da Champions League. Uma das principais liga europeia terá transmissão ao vivo pela Rede Globo e Esporte Interativo.

Reprodução/ Flickr

Rádio Indoor - Aos poucos, os times brasileiros seguem o exemplo, mas a comparação com o patamar do futebol europeu é, no mínimo, injusta, na visão de Fabio Wolff, da agência Wolff Sports. Para o especialista, embora times como Flamengo e Corinthians despontem na gestão de suas marcas, o mercado nacional passa por desafios estruturais que precisam ser discutidos.

Empresa de Publicidade - “Os clubes evoluíram no aspecto profissional. Mas o modelo de negócios não ajuda nesse sentido. O clube funciona como uma Prefeitura, você pode ter um gestor excelente, pode fazer um trabalho de marca e negócios e depois você ter um gestor da oposição que vai ficar lá por dois anos e desfazer todo o trabalho. É muito difícil você falar da evolução profissional dos clubes tendo um modelo de negócio como esse”, avalia.

Divulgação

Marketing de Busca - Para o executivo, uma gestão contínua de dez ou doze anos, como muitos clubes fora têm, as possibilidades de organização são maiores. “O futebol inglês hoje é benchmark, mas aquilo não foi criado da noite para o dia. Também passou por momentos delicados em relação a violência, desorganização. Mas a partir dos anos 1990, com a criação da Premier League, começaram a gerir o futebol de forma mais profissional. Muitos clubes foram comprados, receberam mais dinheiro, então é impossível a gente comparar com o que é feito aqui”.

Gerenciamento de redes sociais - Diante do mercado ainda em maturação, as agências de marketing esportivo no Brasil acabam atuando em alguns casos como uma extensão comercial e de marketing dos clubes. Saem na frente os projetos de marca que vão além da pura exposição em camisa, alerta o especialista.

Rádio para clínicas - “No marketing esportivo é melhor usarmos o rótulo patrocinador porque o anunciante é limitado a publicidade em mídia, o que não tem a ver com a totalidade do que fazemos. O melhor resultado que você pode ter através do esporte é combinando todas as plataformas, o relacionamento e experiências, ativação, veiculação de mídia, enfim, tudo isso de forma inteligente”.  

Simpatia para atrair dinheiro e sorte para empresa - Alcatel, Blowtex, Bradesco, cartões Elo, Lorenzetti, Marabraz, Motorola, Pizza Hut e Yamaha foram alguns dos patrocinadores do futebol na temporada 2017. Mas Wolff ressalta a importância de realmente ativar o patrocínio. “Os clubes lá fora têm outro patamar de receita. Eles veem o torcedor como um consumidor e conseguem entregar uma série de ações pró-ativas. Entregam experiências únicas, venda de produtos e benefícios. Não é vender o programa sócio-torcedor apenas e dar o direito a comprar ingresso numa fila menor. É algo que vai mais além. E isso não acontece muito ainda por aqui”.

Publicidade em Santos - Leia mais
Esporte Interativo terá série sobre maiores camisas 10 do Brasil
Netshoes patrocinará esporte via streaming
Sem direitos de transmissão na Copa, ESPN aposta em profundidade

Fonte: http://propmark.com.br/mercado/clubes-de-futebol-precisam-evoluir-modelo-de-negocios

Compartilhe:

Nenhum Comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>