Lima & Santana Propaganda
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Futebol e Mercado de Trabalho

Desde que iniciei a graduação, sempre quis trabalhar com a Psicologia Organizacional e do Trabalho. Com o tempo, percebi os conceitos teóricos e agora, na prática, bastante semelhantes ao futebol.

Futebol-e-Mercado-de-Trabalho

Futebol e Mercado de Trabalho

Desde que iniciei a graduação, sempre quis trabalhar com a Psicologia Organizacional e do Trabalho. Com o tempo, percebi os conceitos teóricos e agora, na prática, bastante semelhantes ao futebol.

Aproveito este meu espaço aqui no site da Lima & Santana Propaganda, para expor alguns pontos de vista e percepções.

Avaliação de desempenho, motivação interna e externa, mapeamento de competências, liderança, etc. São todos conceitos que se aplicam tanto no futebol, como no mercado de trabalho.

Freud diria que se trata de uma bela sublimação. Convido aos apaixonados pelo futebol e que trabalham com pessoas, fazerem este exercício. Trago como exemplos, o Santos Futebol Clube que, tem como filosofia ser um clube que aposta em novos talentos com maior frequência que seus “concorrentes”. Assim como o clube, algumas empresas irão ser reconhecidas por priorizar a oportunidade do primeiro emprego para algumas pessoas. Outro exemplo é do ex-atleta colombiano Freddy Rincón que despontou no profissional como atacante, porém alguns de seus treinadores enxergavam outras competências no jogador. Assim, durante sua carreira, Rincón foi mudando de posicionamento em campo, obtendo maior rendimento. Da mesma forma que ocorreu com ele, alguns profissionais tiveram gestores que enxergaram potencial para que seus colaboradores ascendessem em suas trajetórias profissionais, aproveitando o máximo possível do potencial de seus liderados.

Também podemos citar aqueles profissionais que atingem excelente desempenho e ao serem transferidos de equipe, não conseguem render nem 50% do que já foram capazes. Cultura, clima, gestão… Nestes casos, as variáveis são diversas.

No mercado de trabalho atual, cada vez é mais preciso estar atento de quer forma joga o time que queremos ingressar; como joga nosso time e seus movimentos para alcançar os devidos objetivos.

Questionemo-nos, como joga o time em que estou? Em outra posição poderia ter melhor desempenho?

 


 

Leandro Takahashi
CRP 12/15110

Bacharel em Psicologia pela Universidade do Vale do Itajaí
Especializado em Orientação Profissional e de Carreira
Atua como Consultor de RH e com Orientação Profissional e de Carreira

Entre em contato com Leandro Takahashi.

 

Compartilhe:

Nenhum Comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>