Lima & Santana Propaganda
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Indústria da comunicação mostra melhora de humor no 1º trimestre

O pior já passou? Difícil afirmar se a frase clichê de fato se aplica ao primeiro trimestre deste ano, especialmente diante de um evento repleto de incertezas como as eleições

industria-da-comunicacao-mostra-melhora-de-humor-no-1o-trimestre.JPG

Indústria da comunicação mostra melhora de humor no 1º trimestre

Simpatia para atrair dinheiro e sorte para empresa - O pior já passou? Difícil afirmar se a frase clichê de fato se aplica ao primeiro trimestre deste ano, especialmente diante de um evento repleto de incertezas como as eleições presidenciais, mas pode-se dizer que, na indústria da comunicação, “o humor melhorou”. 

Empresa de Publicidade - A expressão – usada pelo presidente da Abap (Associação Brasileira de Agências de Publicidade), Mario D’Andrea – permeia a visão dos executivos das principais agências de publicidade do mercado, muitos deles comemorando ótima performance nos primeiros três meses do ano.

Simpatia para atrair dinheiro e sorte para empresa - “Não vemos tantos adiamentos de planos neste trimestre, como no ano passado. Vejo os setores de headhunting e treinamento aquecidos, o que é bom sinal. Ainda há um certo conservadorismo no ar, o desemprego ainda é alto, e nossa indústria passa por um redesenho de identidade e de modelo de negócios, mas sem dúvida estamos melhores neste trimestre do que no mesmo período do ano passado”, disse D’Andrea.

Projeto de Stands - De uma maneira geral, há otimismo e bons resultados nos primeiros meses do ano. A Copa do Mundo também começa a movimentar anunciantes, o que contribuiu para que agências como a Y&R – a primeira no ranking, segundo o Ibope – comemorem um primeiro trimestre excelente, segundo seu presidente, David Laloum.

Criação de Aplicativos em Santos - Segundo ele, houve movimentação mais densa de campanhas – especialmente da área de varejo – e também a chegada de novas contas, como a parte digital/performance da LG, Fila e Santander. “Desde outubro do ano passado enxergamos uma melhoria relativa e estamos confiantes no crescimento de dois dígitos este ano”.

Simpatia para empresa ganhar dinheiro - Faz coro com Laloum Marcio Oliveira, copresidente da DM9DDB, que comemora, entre outras conquistas, a subida de três posições no ranking de agências, o lançamento da campanha de Itaú para a Copa do Mundo, o reposicionamento das marcas J&J e Walmart e a ação de Veja contra fake news. “Reformamos a agência, os processos, estamos cuidando das nossas pessoas e já estamos colhendo resultados excelentes”, afirmou o executivo.

Blog - Luiz Lara, chairman da Lew’LaraTBWA, fala que a agência teve o melhor primeiro trimestre dos últimos anos, com um crescimento de 18,5% em relação ao mesmo período do ano passado.
Os bons resultados também se devem à conquista de CVC, ao crescimento da Nissan, da boa performance de campanhas (como a de Páscoa para Cacau Show e de crédito de Dona Hermínia para o Banco do Brasil) e ainda ao crescimento no mercado de marcas do portfólio da agência como Monange, Paixão, Cenoura&Bronze e Bozzano.

Cedric - Marcio Santoro, copresidente e CEO da Africa, destaca que eles brincaram em dizer que 2017 foi o melhor ano da história da Africa, mas que “2018 tem discordado”. A agência entrou o ano comemorando a conquista da conta da Marisa, e já colocou no ar mais de 70 campanhas, 32% a mais que no primeiro trimestre de 2017. Ações de Copa do Mundo já estão no ar, como da Brahma, entre diversas outras campanhas. “Pelo primeiro trimestre, o ano promete”.

Rádio Interna - Na AlmapBBDO, o crescimento este trimestre foi de 10%, em comparação a 2017, segundo Filipe Bartholomeu, managing director da agência. Houve crescimento de atividades, especialmente no digital. “Vemos um crescimento orgânico ainda tímido no investimento dos clientes, porém mais confiante com a retomada do consumo no país”, disse ele.

Divulgação

Serviços Online - PERSPECTIVA
Marcio Toscani, co-CEO da Leo Burnett Tailor Made, também comemora crescimento da ordem de dois dígitos neste trimestre, e a conta de Bradesco tem muito a ver com isso, além do início de trabalhos para Extra, entre outras conquistas – junto a clientes como Bayer e Fiat, por exemplo. Diversas campanhas entraram no ar e a agência vive, ainda, a integração com a Neogama. “Para os próximos meses, esperamos continuar crescendo progressivamente. Nossas expectativas são bastante otimistas”, avaliou.

Procura-se ADM/Tráfego - Edu Simon, CEO da DPZ&T, afirma que a agência começou bem 2018 e as tendências apontam para um ano que vai melhorar gradualmente em segmentos importantes da economia. “Nosso primeiro trimestre foi excelente e reflete o planejamento que fizemos desde o ano passado, um ano difícil para o mercado como um todo, mas que foi muito positivo para DPZ&T”, observou.
Miriam Shirley e Eduardo Lorenzi, copresidentes da Publicis, afirmam que este primeiro trimestre – o primeiro sob a coliderança – foi positivo. “Conquistamos recentemente a conta da PUIG, entrando no segmento de fragrâncias de alto luxo, e estamos participando atualmente de cinco concorrências. Além disso, estamos ampliando nossa atuação em três clientes em diferentes frentes: atendendo mais marcas, ampliando nossa atuação para outros países da América Latina e expandindo nosso escopo para outras disciplinas de comunicação”, comentou Lorenzi.

Divulgação

Empresa de Propaganda em Santos - Rodolfo Medina, presidente da Artplan, declara que o crescimento da Artplan vem ocorrendo de forma consistente e mantendo sua constância. “Em fevereiro, por exemplo, recebemos a notícia sobre o nosso avanço no ranking consolidado de agências do Kantar Ibope Media. Saímos da 20ª posição, em 2016, para 11ª, no fim de 2017”, contou.

Montagem de stands - A agência conquistou diversas contas – como Electrolux e Grupo CRM – e criou unidades de negócio novas, como a área de gestão de conteúdo Artplan Now e a célula de consultoria estratégica Key.

Estágio em agência de propaganda de Santos - Já João Livi, CEO da Talent Marcel, afirma que o Brasil ainda passa pela crise, a economia não deslanchou e o negócio da comunicação não se descola deste cenário, mas que a agência teve um primeiro trimestre estável, nem melhor nem pior do que o do ano passado.

Marketing de Busca - “Perdemos um cliente, mas conquistamos outros importantes, como Eudora (marca do Grupo O Boticário), Odontoprev, A.C. Camargo e as contas digitais de Oreo e de Lacta Cookies (Mondelez). Pode parecer clichê, mas enxergo como o principal desafio continuar construindo um trabalho criativo, relevante e sólido para os nossos clientes”, conclui Livi.

Anunciar na TV - Leia mais
Abap prepara regras de compliance para orientar agências associadas
Abap esclarece cobrança de ISS no mercado de São Paulo

Fonte: http://propmark.com.br/mercado/industria-da-comunicacao-mostra-melhora-de-humor-no-1o-trimestre

Compartilhe:

Nenhum Comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>