Lima & Santana Propaganda
[contact-form-7 404 "Not Found"]

Top 10 Mundial no Twitter e Redes Sociais

Chegou o final do ano e além das festas de confraternização nas empresas, o show da virada e a chegada do Papai Noel em shoppings pelo Brasil, temos as retrospectivas de

redes sociais top 2016

Top 10 Mundial no Twitter e Redes Sociais

Chegou o final do ano e além das festas de confraternização nas empresas, o show da virada e a chegada do Papai Noel em shoppings pelo Brasil, temos as retrospectivas de fim de ano. E uma das mais importantes, para entender os fenômenos mundiais e locais é o retrospectiva de hashtags do Twitter e nas redes sociais.

Apesar da rede social não ter o mesmo tamanho de antigamente, ele possui um recurso importante: os trending topics. Eles são termômetros dos grandes assuntos do momento.

E como em todo final de ano, o Twitter acaba de lançar um apanhado das hashtags mais populares do ano, tanto no Brasil quanto no mundo. A importância de uma marca acompanhar esses movimentos, é entender os assuntos quentes e como usar isso em suas comunicações (ou se não usar).

Top 10 Mundial:

  • Rio2016
  • Election2016
  • PokemonGo
  • Euro2016
  • Oscars
  • Brexit
  • BlackLivesMatter
  • Trump
  • RIP
  • GameofThrones

A liderança absoluta foram os jogos olímpicos no Rio de Janeiro. E o número de tweets foi absolutamente gigantesco, não só para esse ano, mas comparado as olimpíadas anteriores. Outros eventos em foco são o Oscar e a Eurocopa 2016.

Em duas posições diferentes, as eleições americanas se destacaram com Election2016 e Trump. Umas das observações é que os tweets ligados a politica tiveram um aumento no mundo inteiro, prova disso é que o Brexit e o BlackLivesMatter (protesto contra a morte de negros nos EUA), figuraram com destaque.

Outra posição de destaque foi o PokemonGo. O fenômeno para smartphones da Nintendo esteve nas primeiras posições por diversos momentos diferentes, em todo o mundo e junto com a série GameofThrones foi os destaques de entretenimento.

Brasil:

  • Rio2016
  • MasterChefBr
  • BBB16
  • ImpeachementDay
  • MPN2016
  • Oscars
  • VMAs
  • PokemonGo
  • Grammys
  • ForçaChape

No Brasil, as olimpíadas obviamente foram o grande destaque. E diferente do ranking mundial, o entretenimento esteve bem mais presente com programas de TV e premiações como o VMAs, Oscars, Grammys e MPN2016 (a premiação da música teen, conhecida na internet e ausente da TV).

Os reality shows ainda mostram grande força no Twitter brasileiro. MasterChefBr e BBB16 foram dois fenômenos de audiência e pelo que tudo indica a edição com profissionais do programa de culinária deve superar os números. Pensando nas emissoras, é curioso ver como o desempenho no Twitter por parte da Band é superior a outras concorrentes.

Na política, a única presença ficou por parte do Impeachement, que por alguns meses parou o país. Natural até seria que essa hashtag ficasse entre os dois grandes tópicos do ano, mas não conseguiu superar os reality shows televisivos. O que mostra uma tendência ainda forte ao entretenimento em detrimento de assuntos mais sérios.

Mas o grande fenômeno não está nas primeiras posições, no Twitter brasileiro o mais impressionante é a presença do ForçaChape, usada após a queda do avião do time da Chapecoense. O que é incrível aqui é que o acidente aconteceu no dia 29 de novembro e o ranking foi feito no dia 1 de dezembro, ou seja, em apenas 2 dias a hashtag tomou uma posição no top10 anual.

Com um ano de tantos acontecimentos, o Twitter é um bom medidor dos assuntos mundiais e o um bom caminho para prestarmos atenção no que está em foco e no que pode estar.

 

Sua empresa ainda não está nas redes sociais? Entre em contato com o Lima & Santana Propaganda e conheça nosso serviço de administração de redes sociais.

 

Nenhum Comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">HTML</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>