Lima & Santana Propaganda

42° Anuário do Clube de Criação sugere necessidade de mais coragem

Pintura Empresarial em Santos - O 42º Anuário de Criação foi lançado na noite desta terça-feira (03), na sede do Clube, em São Paulo, seis meses antes do habitual, junto ao Festival. Sob o tema “Bundões”, o livro faz uma provocação bem humorada à publicidade que não arrisca, e sugere: é preciso uma injeção de coragem.

Criação de Aplicativos em Santos - Fernando Nobre, presidente do Clube de Criação, que assumiu a função em setembro de 2017, diz que o uso do humor nesse anuário reflete um conjunto de coisas: as pessoas envolvidas, o trabalho do diretor de arte escolhido, a liberdade que o Clube dá para os temas e a ideia de ser provocador e leve. “Eu gosto muito dessa ideia. Podemos discutir com leveza temas polêmicos e assuntos espinhosos. O humor é uma via muito forte”. Isso está refletido no anuário”, diz.

Portfolio – 6 - Para o criativo, atualmente o politicamente corre às vezes passa do limite ao tolher a criatividade. No entanto, ele vê essa linha como um “norte importante” e um lembrete para não perder o bom senso. “Criativos e anunciantes precisam entender que estão criando em um momento diferente, é preciso estar preparado para lidar com o retorno e estabelecer uma conversa, que pressupõe opiniões diferentes. É preciso estar preparado para contrapor, não só tirar o time de campo ou não dar nenhuma bola”, acrescenta.

Oportunidade em agência de publicidade de Santos - André Gola, diretor de criação na AlmapBBDO ao lado de Marco Aurélio Gianelli (Pernil), assina a direção de arte do 42° Anuário. O criativo conta que realizou um sonho. “Todo diretor de arte sonha em fazer o anuário do Clube. Fiquei muito honrado com o convite.  

Estágio em agência de publicidade de Santos - Há quase 11 anos na AlmapBBDO, 10 duplando com o Pernil, o criativo lembra qua a maior parte de sua carreira foi construída com o colega, a quem dedica o trabalho no anuário. “Ser convidado para fazer o anuário é muito parte do trabalho que a gente fez em conjunto. Acredito que o trabalho nunca é de uma pessoa só”, comenta. 

Publicidade em Santos - Gola comenta que queria um tema provocativo, mas de forma leve, e buscava também deixar um pouco da característica pessoal de seu trabalho no com o cartoon. “Na nossa profissão temos que desafiar um pouco, arriscar mais, ter mais frio na barriga. Não podemos deixar de acreditar em ideias novas, boas, que mexam com as pessoas e tragam emoções e envolvimento. Só revisitar coisas deixa o trabalho morno. É mais seguro, mas a chance das pessoas se emocionarem é menor.”

Simpatia para atrair dinheiro e sorte para empresa - Nobre faz questão de ressaltar que não é um recado para alguém ou algum grupo específico, mas para o mercado como um todo. “Trabalhos que não são bunda mole se destacam na paisagem. Não é ousar por ousar. Quando não tem consistência, se é só para chocar, não fica de pé. E o conteúdo que está no anuário é o que tem de melhor, diferente, criativo, corajoso. O anuário é um ode a isso, a tentar, a tomar uma injeção de coragem.”

Contato - Registrados nesse volume estão os vencedores anunciados em setembro de 2017, durante o encerramento do Festival do Clube de Criação. Guaraná Antarctica foi escolhido Anunciante do Ano e Cássio Zanatta, detentor de mais de 15 Leões em Cannes e prêmios em festivais como Clio, Fiap, entre outros, entrou para o Hall da Fama do CCSP.

Deputado Federal da Baixada - Na ocasião foram entregues 42 troféus. F/Nazca recebeu 12 troféus, seguida por AlmapBBDO (10), Widen+Kennedy Brasil (3) e Leo Burnett Tailor Made (3). Agências como Neogama, FCB Brasil, CP+B Brasil, F.Biz, David, AktuellMix, Lew´LaraTBWA, DM9 e Publicis Também foram premiadas.

Projeto de Estandes - Nobre explicou que um dos objetivos do evento específico do anuário foi resgatar a força dele por si. O livro estava sendo apresentado junto com o festival e a ideia é voltar a dar valor específico para o conteúdo. “Nos últimos anos fizemos a renovação do anuário por categorias, segmentos e não por meio. Esse formato está se afinando e representando um trabalho sólido, criativo”, diz. 

Estágio em agência de propaganda de Santos - Gola ressaltou o caráter provocativo dessa edição e reforçou que não é possível ficar neutro ao vê-lo. A ideia dele é incentivar o risco, o desafio e olhar para o novo.  “É preciso refletir e arriscar mais, subir um pouco o nível da barra. O anuário ja faz isso premiando o melhor trabalho criativio”, diz.

Magia para empresa ganhar dinheiro urgente - Eles também destacaram que, apesar do foco nos criativos, a iniciativa e comportamento precisam ser de todos, agência, marketing, anunciante etc. “Temos que ser farol. E o anunciante é uma parte fundamentsl. Aqui [no anuário] tem anunciantes que tomaram sua parte nos riscos. O ciclo virtuoso de não fixar na zona de conforto é importante. Estamos numa era de trabalho safe. Colocar uma bunda na capa do anuário não é apontar o dedo, mas lembrar de ficar atento na qualidade do trabalho, pertinência, relevância e coragem, comentou Nobre.

Institucional - Ele ainda reforçou que o politicamente correto não pode barrar trabalhos nem a criatividade. Essa régua serve para a reflexão, não para ser freio. “A sociedade vai evoluindo. Isso pode ser um parâmetro, mas não uma desculpa para não fazer o novo.”

Empresa de Propaganda em Santos - Leia mais
Guaraná Antarctica é o Anunciante do Ano no 42º Anuário do Clube de Criação
41º Anuário de Criação é lançado durante festival

Fonte: http://propmark.com.br/mercado/42-anuario-do-clube-de-criacao-sugere-necessidade-de-mais-coragem