Lima & Santana Propaganda

“Deletem o Facebook”, diz fundador do WhatsApp

Pricing - A crise de reputação do Facebook ganhou novos capítulos nesta terça-feira (20) e quarta-feira (21). O co-fundador do WhatsApp, Brian Acton, tweetou a frase “It is time. #deletefacebook” (ou “Chegou a hora, deletem o Facebook”). Curiosamente, ele teve sua empresa comprada pelo próprio Facebook em 2014 por US$ 19 bilhões.  Hoje, Acton é dono do aplicativo Signal, que tem funcionalidades que o fazem concorrer com o seu antigo negócio. 

Clientes - Outra novidade foi a suspensão do CEO da Cambridge Analytica, Alexander Nix, após reportagens em que ele afirmava criar dificuldades para políticos com prostitutas e propinas. A empresa foi acusada recentemente de roubar dados de 50 milhões de pessoas em seus perfis do Facebook como forma de ajudar a direcionar mensagens mais relevantes para eleger Donald Trump presidente dos Estados Unidos. 

Magia para empresa ganhar dinheiro urgente - Um repórter do Channel 4, que se passou por um industrial do Ski Lanka e, com uma câmera escondida, gravou declarações de Nix que o colocaram nos noticiários. Mais chocante: ele revelou que iria atuar dessa forma na eleição do Brasil. A parceria com a Ponte Estratégia, de André Torretta, foi encerrada.

Marketing de Busca -
Apesar de se dizer “escandalizado” e “enganado” pela Cambridge, a crise também respingou no Facebook, que encerrou sua parceria com a empresa. A Federal Trade Commission, dos Estados Unidos, apontou que a empresa violou termos de um consenso de 2011 sobre uso de dados pessoais. Cortes de lugares como Nova York também estão processando a rede social.

Portifa - Na prática, a série de más notícias para o Facebook não deve causar fuga de usuários da plataforma. Segundo o AdAge, citando a EMarketer, também não há expectativa de fuga de anunciantes. Mas o valor de mercado da empresa caiu US$ 60 bilhões após as notícias sobre a Cambridge Analytica. O valor ainda deixa a empresa entre as dez mais valiosas do mundo.

Divulgação

Otica em Santos - O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg,  perdeu em menos de 48 horas US$ 9 bilhões, logo após estourar o escândalo da Cambridge Analytica, o que mantém sua fortuna na casa de US$ 66 bilhões.

Agência de Publicidade em Santos - Leia mais:

Portfolio – 6 - Escândalo sobre vazamento de dados no Facebook chega ao Brasil
Facebook é envolvido em novo escândalo de vazamento de dados

Fonte: http://propmark.com.br/digital/deletem-o-facebook-diz-fundador-do-whatsapp