Lima & Santana Propaganda

Depois do Twitter, também o Spotify vai deixar de ter publicidade política nos seus serviços – Observador

Agência de Propaganda em Santos

Rádio Interna - A empresa sueca Spotify anunciou que em 2020 vai deixar de ter anúncios publicitários políticos na sua plataforma de streaming de música e podcasts. O Spotify funciona em dois moldes: tem serviço de subscrição pago e um serviço gratuito. Ao contrário do primeiro, o segundo impõe aos ouvintes anúncios publicitários.

Agência de Propaganda em Santos - Em outubro, a empresa Twitter Inc, que detém a rede social Twitter, tinha já anunciado que iria deixar de permitir publicidade política no seu canal.

Rádio Corporativa - Ao todo, o Spotify tem perto de 141 milhões de utilizadores no seu serviço gratuito, o único que permite publicidade, refere a agência Reuters. O fim da publicidade política vai estender-se aos podcasts exclusivos do Spotify, anunciou ainda a empresa sueca.

Nosso estoque de ideias é ilimitado - Estas movimentações no sentido da restrição e proibição da promoção publicitária política tem acontecido devido a uma pressão crescente sobre Facebook, Twitter e Whatsapp, devido à propagação de fake news e de informação tendenciosa e parcial nestas redes sociais, que influenciam os eleitores.

Fonte: https://observador.pt/2019/12/27/depois-do-twitter-tambem-o-spotify-vai-deixar-de-ter-publicidade-politica-nos-seus-servicos/