Lima & Santana Propaganda

Publicidade preconceituosa

Publicidade preconceituosa: sua marca está fazendo isso?

Publicidade preconceituosa? Móveis, Cerveja Proibida e Barberaria Dom Filippo. Provavelmente você leu ou escutou esses 03 nomes recentemente, em redes sociais ou conversas informais. Todas elas envolvidas em casos de preconceito machista (sendo atacadas ou defendidas). Agência de publicidade em Santos.

E nessas horas, é bom parar e pensar. Sua marca está fazendo publicidade preconceituosa? Em algum momento, em sua comunicação, você está faltando com respeito ou agredindo alguém?

Primeiro, vamos resumir esses três exemplos:

Alezzia Móveis

A marca de móveis em inox, recentemente fez um ensaio de suas peças em ambientes como praia e piscina, até ai, tudo normal. Mas a polêmica e as acusações de machismo vieram porque nas fotos um elemento estava presente, uma mulher em trajes de banho chamativos.

As fotos repercutiram e a marca foi ataca com acusações de machismo e sexismo em sua página no facebook. Ao mesmo tempo, ela também foi defendida por muitos, posicionando os protestos como “mimimi de feminazi”.

Por parte da Alezzia, a postura foi combativa e até um desafio foi lançado, e ganho pela marca, aparentemente.

Cerveja Proibida

A cervejaria foi acusada de publicidade preconceituosa ao lançar uma nova cerveja para mulheres. Novamente, foram atacadas por muitos e viraram alvo de piada, com muitos falando de forma irônica que nem sabiam que existiam cerveja distintas para homens e mulheres.

Em grau menor, também apareceram defensores da marca. Por parte da cervejaria, não houve reação e eles continuam anunciando em suas redes sociais a cerveja para mulheres e os protestos continuam.

Barbearia Dom Filippo

O caso mais fresco. A barbearia, que fica em Americana, foi atacada nas redes sociais, acusada de preconceito e machista ao se recusar a atender uma mulher que entrou no local, pedindo para cortar o cabelo.

Neste caso, a defesa da marca por parte das pessoas foi grande e a própria empresa se posicionou rápido com um vídeo da proprietária explicando o ocorrido. Aparentemente as reclamações já perderam força e parece estar tudo resolvido.

Agora, sem escolher lados, vamos analisar a postura de cada uma das marcas e tentar entender o que houve de certo e errado em cada caso.

Ainda não sabemos o resultado de toda a polêmica para a Alezzia Móveis, ou se a situação vai se reverter em vendas e saldos positivos para a marca, apesar de obviamente ela ficar mais conhecida. Mas talvez o mais complicado tenha sido a própria campanha e as fotos. De forma prática, não faz muito sentido fotografar uma mesa com uma mulher em roupas chamativas em cima, no final, a mesa mal aparece. E claro, tanto a agência de propaganda quanto a marca poderiam ter pensado que a escolha causaria protestos, faltou tato na execução e na ideia.

Já a Cerveja Proibida, erra no produto e na resposta (ou melhor, a falta dela). Nunca se ouviu falar na divisão entre cervejas masculinas e femininas, existem tipos de cervejas mais suaves (algumas centenárias) para paladares mais leves, mas nunca foram caracterizadas como voltadas as mulheres. De certa forma, a divisão até remete aos comerciais de cerveja mais antigas que tinham que ter mulheres seminuas em seus comerciais (quase como uma regra), essas sim, poderíamos ver hoje em dia como publicidade preconceituosa. E o silêncio da marca, ignorando os protestos também é danoso, mostra uma péssima gestão de crise e uma ignorância sem tamanho.

No caso da barbearia, a postura da empresa foi mais sóbria. A marca se expôs de uma forma clara, sem combater as acusações e apenas se defendendo. Não à toa, a situação gerou até um efeito reverso e a página está cheia de elogios, possivelmente até, ganharam alguns novos clientes.

E a sua marca? Está praticando publicidade preconceituosa e pode ser alvo de protestos?

Para evitar isso, o primeiro passo é pensar no óbvio e evitar atacar, ofender ou mesmo reproduzir posturas de inferiorização de qualquer um, em suas propagandas.

Seja condizente com o que você faz e com o mundo a sua volta. E isso nem é tão complicado. Pense de forma lógica primeiro: faz sentido uma marca de móveis anunciar suas peças com uma modelo em trajes de banho? Ou fazer uma cerveja para mulheres, sendo que esses público já representa 46% do consumo de cerveja mundial?

E esse pensamento pode se aplicar a tudo. Seja condizente com seu negócio. Se mesmo assim o problema vier, escute, converse, argumente e seja respeitoso, até com quem está atacando e se necessário, mude (tire de circulação a cerveja só para mulheres, por exemplo).

Muitos podem pensar que essa super exposição é boa para as marcas, mas é difícil aferir isso. Não se pode ter certeza se uma polêmica será boa ou ruim, então é melhor não arriscar. Até porque, não vale a pena ficar lembrado pra sempre por uma polêmica, é melhor ficar marcado por um bom trabalho e uma divulgação criativa.

 

Sua marca ou empresa precisa de um gerenciamento de crise em redes sociais? A Lima & Santana Propaganda pode te ajudar. Somos uma empresa de propaganda que atende cliente em Santos, São Paulo e todo o Brasil. Entre em contato e vamos marcar uma conversa.

Agência de Publicidade em Santos

Se sua empresa precisa de uma campanha de marketing bem pensada e sem erros, entre em contato com a Lima & Santana Propaganda. Podemos te atender e montar uma ideia com todo o cuidado e criatividade.

Rua Getúlio Dorneles Vargas 230, Sala 1613, Santos-SP, Brasil CEP: 11010-250 – Sua agência de publicidade em Santos.