Lima & Santana Propaganda

Tiktokers que fazem sucesso com críticas ao capitalismo são pagos por ‘clube de publicidade antipublicidade’

Agência de Propaganda em Santos

Empresa de Vidro em Santos - A empresa MSCHF está literalmente dando dinheiro para os tiktokers que consigam fazer suas campanhas contra a publicidade viralizarem na rede social que mais cresce no mundo. Se seu vídeo tocando um dos áudios criados pela companhia alcançar um grande número de visualizações, você pode ganhar até 20 mil dólares (ou 100 mil reais).

Suporte - – Índia bane Tik Tok em novo capítulo de escalada de tensão militar com a China

‘Mate as marcas e seja pago’ diz campanha que usa de metodologia “hipócrita” para denunciar grandes monopólios

Nosso estoque de ideias é ilimitado - A MSCHF criou o ‘Anti Ad Ad Club’ (Clube de propagandas anti-propaganda, em tradução livre) e basicamente a proposta é a seguinte: a empresa quer criticar o uso de ads nas redes sociais e também quer incentivar boas práticas por parte das companhias que o fazem. Assim, ela remunera criadores de conteúdo que fizerem sua campanha de denúncia viralizar.

Nosso estoque de ideias é ilimitado - – Como o Tik Tok esconde usuários ‘feios’ e ‘pobres’ para atrair mais pessoas

Rádio para clínicas - “Posts patrocinados são um mal vergonhoso e onipresente das redes sociais, um paradigma de conteúdo que se levante inexoravelmente das condições básicas do mundo: marcas querem aparecer ao público a qualquer custo, e o jovens nas redes sociais tem audiência”, escreve a MSCHF no manifesto oficial da campanha.

Rádio para clínicas - Segundo a empresa,  o clube é um espaço reservado para criadores com o intuito de “reverter o fluxo de economia de atenção pelo mesmo funil que ele é fornecido: Se o desejo de todo usuário é se vender, nós ficamos felizes em permitir este impulso se significa que nós podemos bater nas companhias que providenciam o dinheiro”, afirma.

Tesla, de Elon Musk, é denunciada por agir contra sindicato de funcionários e não pagar programas de plano de saúde aos trabalhadores

Montagem de estandes - Entre os inimigos da campanha estão o próprio TikTok (pelo algoritmo que exclui pessoas fora do padrão de beleza da For You Page), a Tesla (por não pagar planos de saúde aos seus funcionários), o Facebook (por permitir discurso de ódio e manipulação de eleições), a FashionLine (por utilizar mão de obra semi-escrava e copiar desginers), a Amazon (por violações aos direitos humanos e impedimento da formação de sindicatos), a NFL (por forçar os atletas a jogarem com coronavírus), a Purdue (empresa que mais lucra com a crise de opiáceos nos EUA) e a Palantir (pelo uso de big data contra a população estadunidense).

Marketing em Santos - – Adolescentes brasileiros subvertem app de dublagem por causas sociais

Agência de Publicidade em Santos - Se você conseguir fazer com que seu vídeo sobre o TikTok alcance 5 mil pessoas, você pode ganhar 10 dólares. Agora, se você fizer com que mais de 10 milhões vejam seu vídeo sobre a Palantir, você pode ganhar 20 mil dólares (ou 100 mil reais). Muitos usuários estão implorando pelo compartilhamento dos vídeos – muitos em dificuldades financeiras por conta da covid-19 – e espalhando as denúncias sobre as empresas na rede social.

Empresa de Publicidade - Entretanto, a campanha só vai durar mais uma semana (é assim que a MSCHF trabalha). Se quiser tentar, acesse a lista de áudios disponibilizada pela empresa e tente viralizar.

Armazém para locação em Santos - Confira alguns dos vídeos da campanha (em inglês):

@helenpengggUse any of the @antiadadclub sounds and MSCHF will pay you!🤩 ##dancechallenge ##savage ##sponsored ##fyp dc@keke.janajah♬ its a package – use this sound – get paid $$$$
@chriseditingMake a difference and stop using ##facebook ##ad♬ fucc zucc – use this sound – get paid $$$$
@pjsorbetlook up MSCHF Anti Ad Club, they’re paying ppl to make anti-ads for big corps ##mschf ##antiadclub ##elonmusk ##fyp ##foryou ##signalboost ##xyzbca♬ bad guy musk – use this sound – get paid $$$$

Fonte: https://www.hypeness.com.br/2020/10/tiktokers-que-fazem-sucesso-com-criticas-ao-capitalismo-sao-pagos-por-clube-de-publicidade-antipublicidade/