Lima & Santana Propaganda

WPP investiga queixa sobre uso indevido de ativos por Martin Sorrell

Lima & Santana Propaganda – Agência de Propaganda em Santos - O conselho da WPP está investigando alegações de “má conduta pessoal” feitas contra o CEO. Um advogado independente está conduzindo a investigação, que está em andamento. “As alegações não envolvem valores materiais para o WPP”, diz comunicado.

Rádio para supermermercados - A notícia foi divulgada na última terça-feira (3) pelo Wall Street Journal. Fontes disseram ao veículo que a holding estava investigando o possível uso indevido de ativos da empresa.

Criação de Site - De acordo com o Adweek, a consultoria Project Associates, que “atua em nome pessoal de Martin Sorrell” respondeu em nome do executivo. “Relatórios na mídia declararam que a WPP está investigando uma alegação de impropriedade financeira por mim, especificamente quanto ao uso de fundos da empresa. Esta alegação está sendo investigada por um escritório de advocacia. Eu rejeito a alegação sem reservas, mas reconheço que a empresa tem que investigar isso. Eu entendo que esse processo será concluído em breve”, afirmou Sorrell, segundo comunicado.

Agência de Publicidade em Santos - No texto ele afirma que não participará da investigação. “Como um acionista importante, meu compromisso com a empresa, que eu fundei há mais de trinta anos, permanece absoluto – para o nosso pessoal, nossos clientes, nossos acionistas e todos os nossos muitos acionistas. Não pretendo fazer mais nenhuma declaração neste momento.”

Gerenciamento de redes sociais - O relatório segue a notícia de que Sorrell teve um corte de salário significativo da WPP. Ele teria recebido um bônus de cerca de US $ 14 milhões em 2017, contra US $ 58,5 milhões no ano anterior. 

Sites em Santos - Leia mais
WPP garante conta do Banco Santander
WPP quer reduzir diferença salarial entre homens e mulheres

Fonte: http://propmark.com.br/mercado/wpp-investiga-queixa-sobre-uso-indevido-de-ativos-por-martin-sorrell